Objetos Sobrenaturais

26 Feb

Autora: Stacey Graham
Editora: DarkSide

Este é o primeiro livro da DarkSide que me decepciona. Trata-se de um texto curto e superficial escrito num tom cômico que falha em informar ou divertir.

Sobre a edição

A editora tentou dar corpo a esse livreto usando uma fonte grande, inserindo fotos e ilustrações com pouca ou nenhuma conexão com o texto e diversas citações, de maneira tão desorganizada e aleatória que há inclusive uma repetida.

As ilustrações ao início de cada capítulo incluem o termo “Superno Objects”, que parece ter sido inventado pela própria editora, sem relação com o título original do livro em inglês. Aparentemente houve uma tentativa de ligar esse livro à serie de publicações sobre os Warren, incluindo diversas citações de Lorraine Warren e fazendo uma capa parecida. Um equívoco.

Sobre a obra

A tentativa de escrever um livro de humor sobre um tema sobrenatural falha de maneira absoluta. O texto é tão amador que só me deu saudade dos 29 reais que paguei por esse livro. Realmente não consigo entender como algo tão irrelevante foi publicado internacionalmente.

VHS: Verdadeiras Histórias de Sangue

5 Jan

Autor: Cesar Bravo
Editora: DarkSide

Sobre a edição

A DarkSide não deixa a desejar no design da capa e contracapa (inspirado na embalagem das fitas virgens TDK Super Avilyn) e no acabamento em geral. O material de jornal e os documentos que compõem o prefácio ajudam a estabelecer o clima e as ilustrações de cada capítulo são magníficas.

Sobre a obra

O tema vídeo-locadora e o formato antologia criam uma expectativa enorme que o autor não frustra. Os contos são ousados, gráficos e perturbadores. A narrativa é eficiente para o tema, combinando bem com os textos curtos. Mesmo em dias corridos, dá para ler de dois a três contos a cada sentada.

O livro deixa bastante espaço para continuações, spin-offs e maior elaboração do tema principal. Imagino que seja o que Cesar Bravo já está fazendo com ‘DVD’, mas ainda não consegui por minhas mãos nesse lançamento. Senti apenas falta de uma conexão maior entre as ilustrações e os contos, sendo que os desenhos aludem a um tema sobrenatural que nem sempre está presente.

Enfim, fiquei muito contente de encontrar uma obra nacional com esse tipo de conteúdo. Recomendo fortemente para fãs de terror em geral, filhos dos anos 80 e colecionadores DarkSide.

Resenha no Goodreads